ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Inscreva-se abaixo para receber nossos conteúdos

Município de Rosário do Catete recebe o ProjetarSE

A equipe de arquitetura, urbanismo e engenharia do ProjetarSE esteve na cidade de Rosário do Catete na última quarta-feira, 24, para visita técnica aos locais considerados como prioridade entre as demandas de obras públicas apresentadas pelo prefeito César Resende. O gestor recepcionou a diretora técnica, Dayse Araujo, e a coordenadora-geral, Shirley Dantas, ao lado da secretária de cultura e turismo, Maura Cecília, da engenheira do município, Gabriela Leão, e grupo de assessores. 

Foram visitados o Cineteatro Municipal Abílio Curvelo de Mendonça, inaugurado em 1967 e atualmente fora de atividade; a antiga estação férrea de Rosário do Catete, fundada em 1914 e também desativada; e o Balneário Municipal, construído em 1991 e fora de uso desde o início da pandemia de Covid-19.

O prefeito César Resende ressalta a grande expectativa frente ao auxílio do ProjetarSE. “Cultura e turismo são importantes para qualquer cidade e hoje é um dia importante para mim e para Rosário do Catete, em que recebi a visita do ProjetarSE e toda a sua equipe. Pretendemos fazer o projeto para ter a recuperação e revitalização do Cineteatro. Nós precisamos voltar um pouco ao passado da história para que todos vejam que Rosário do Catete é uma cidade muito importante”, afirma o gestor. 

Nas primeiras duas décadas de funcionamento, o então Cine Abílio Curvelo de Mendonça movimentava a cidade com apresentações de filmes e shows musicais, como conta o pesquisador João Vieira, reconhecido pela Universidade Federal de Sergipe como mestre em fazeres e saberes da cultura. “Aqui funcionou um verdadeiro cinema. Ele passava filmes semanalmente, duas vezes por semana, eu assisti vários. E também foi usado como palco para artistas. Aqui já se apresentou a saudosa Clemilda, o querido Luiz Gonzaga e tantos outros”, relembra o pesquisador.

Para a secretária de cultura e turismo, Maura Cecília, o cineteatro é uma ferramenta essencial para disseminação da cultura. “Para que o cinema chegue até as pessoas, assim como a dança, o teatro e várias diversidades culturais do nosso município, que é uma forma também de trazer a juventude para esse lado artístico. E acredito que a gente vai colocar em prática não só em Rosário mas nas regiões circunvizinhas que não têm o que temos, essa estrutura fantástica, esse projeto arquitetônico que temos aqui", declara a secretária.

A coordenadora-geral do ProjetarSE, Shirley Dantas, explica que a função da primeira visita técnica é conhecer as áreas e quais são as potencialidades e possibilidades de intervenção de projeto. "Hoje na visita a gente de fato entendeu que é um projeto que pode ser bastante relevante para o município. Um espaço que vai poder trazer a memória de volta de quando era de fato um cineteatro. É um edifício que tem uma potencialidade, mas está num estado de conservação bastante precário. A gente entende que para o ProjetarSE esse projeto tem bastante significado simbólico de arquitetura. É um projeto que vai trazer uma complexidade em termos técnicos para a gente requalificar, fazer as adequações necessárias do ponto de vista de acessibilidade, de bombeiro e tudo mais. É um projeto que nos encanta pelo tema, pela riqueza cultural e de arte que o município apresenta, pela conversa que a gente teve hoje com os gestores aqui, com a secretária de cultura, com o próprio prefeito, com as pessoas que são personalidades e que são personagens daqui”, explica a coordenadora.

História e Economia

O município é berço de diversas personalidades políticas, como o governador Luiz Garcia, um dos fundadores da Universidade Federal de Sergipe e quem criou o Banese; João Gomes de Melo, o Barão de Maruim; Leandro Ribeiro de Siqueira Maciel, deputado no Império e senador na República; Leandro Maynard Maciel, diversas vezes deputado federal, senador e governador por duas vezes; Augusto Maynard Gomes, interventor, general do Exército, governador e senador por duas vezes; Edézio Vieira de Melo, deputado estadual e vice-governador; e Manoel Cabral Machado, deputado, escritor e vice-governador.

Rosário do Catete, distante 38 km de Aracaju, possui um dos três depósitos de potássio encontrados no Brasil, sendo este o único em operação no país. Além da extração do minério para produção de fertilizantes agrícolas, o município também desenvolve o cultivo de cana-de-açúcar, milho e feijão, criação de gado de corte e produção de leite. Sua população é estimada pelo IBGE (2021) em 11.158 pessoas.


25/11/2021 17:01:00.
Imagens nesta Publicação: